quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Estagnação de um Silêncio


Uma vez eu tive tanto medo... lembra, no começo?!
E eu fui te encontrar só pra falar dos meus traumas, de minhas paranóias...
Aí eu fui revirando meus planos todos, um por um, pelo avesso,
... e fui confinando o que eu chamava de "valores meus".
E aquela imagem estranha, se desvanecendo, se ocultando... muito difícil de se enxergar!
Remoendo minha memória, castigando minha lembrança...
Quem poderia apostar na voz muda dessa paixão simples?
Nunca irei, nem posso, nem quero camuflar...
Todos os segredos que eu deixei expostos, por nenhum direito.
Palavras não ditas... Complicadas situações...
Nunca irei, nem posso, nem quero camuflar...
Todos os segredos que eu deixei expostos... Não sobraram. Nada!
Quando eu tento dormir, e nem chega o cansaço sequer...
É complicado, difícil enfrentar tudo sozinho.
Faz quanto tempo que eu perdi aquele seu amor?
Quanto tempo que eu  perdi?
Aquele seu amor?
O amor?
Amor?
... Uma vez eu tive tanto medo... lembra, no começo?

(RONALDO ARAGÃO) Em: 28/10/2010

Um comentário:

  1. É MUITO INTERESSANTE COMO VC PÕE AS PALAVRAS...PARABENS.

    ResponderExcluir